Relato da participação de Pirenópolis no Terra Madre 2008

Notícias de Piri com um pouquinho de atraso, mas logo acertaremos o passo…

No dia 30/11 o convívio de Pirenópolis esteve reunido para relembrar a experiência de participação no Terra Madre 2008 e Salone Del Gusto. De Pirenópolis participaram destes eventos na Itália sete pessoas: Murielle Dargaud, como chef convidada; Eugênio Neto, que havia trabalhado no Terra Madre Brasil como voluntário, foi escolhido para representar nossa região compondo o grupo de jovens brasileiros no encontro; Elias Freitas, do povoado do Caxambu, Miguel da Costa Silva, do povoado do Bom Jesus e Flávio Lúcio Pereira, do povoado do Santo Antônio, todos três produtores rurais membros da Fortaleza do Baru. Representando nosso convívio, foram Katia Karam Toralles, líder do mesmo e Rita Sartório. 

A proposta do encontro era compartilhar com os membros do convívio as experiências e sentimentos vividos na Itália. Os produtores infelizmente não estiveram presentes. 

Katia fez uma exposição de material que foi distribuído no encontro e outros recebidos pelo convívio, desde a bandeira símbolo do Terra Madre, o programa das oficinas, o mapa do Salone Del Gusto, os materiais informativos sobre o movimento Slow Food e suas fundações, a Rede Terra Madre, os folhetos dos projetos desenvolvidos, alguns outros de projetos apoiados no mundo inteiro. A exposição que foi muito explorada pelos participantes foi acompanhada de relatos áudios-visuais: um kipling feito pelo Eugênio de alguns momentos do evento e uma filmagem da Katia de cenas da abertura e do encerramento doTerra Madre, assim como flash do Salone. 

A filmagem feita por Kátia relatou também a visita que ela e Rita fizeram a produtores associados do Slow Food na região da Puglia, sul da Itália. Esta visita resultou de contatos feitos pelas duas com representantes do convívio da Puglia no Salone Del Gusto.

A visita foi guiada pelo líder do convívio da região, Sr. Francesco Biasi. Este contato foi bastante interessante e proveitoso, pois além da própria visita rendeu inclusive o começo de um diálogo, intermediado pelo convívio de Prenópolis, entre o convívio da Puglia e a Central de Comercialização do Cerrado, parceira do movimento slow Food no Brasil, para comercialização de produtos da Fortaleza do Baru.  

Murielle fez um relato do encontro dos chefs no Terra Madre com as sugestões que foram apresentadas pelo grupo. Este momento foi bastante rico, pois muitos sentiram familiaridade das idéias colocadas pelos chefs na Itália com aquilo que praticam e fazem em suas vidas pessoais e profissionais. Ficou mais claro para cada pessoa que estas ações não são tão difíceis de serem executadas e algumas, efetivamente, já fazem parte da sua realidade. 

Como sempre o encontro foi recheado com comidas deliciosas, bastante docinhos desta vez, mas também pizzas da casa que nos acolheu, O Café com Vida: madeleines feitas pela Murielle e Eugênio, um toucinho do céu, uma sobremesa deliciosa feita pela katia extraída do livro de receitas da Acolhida na Colônia, uma experiência muito interessante de agricultores de SC que trabalham com agroturismo ecológico. O livro foi gentilmente cedido pela Alessandra e Rodrigo, membros do nosso convívio e donos da Brasil Central, uma operadora de turismo de Pirenópolis que tem participado de importantes projetos na área de turismo na nossa região e no Brasil, inclusive este da Acolhida. 

Fernando Maldueno, membro do convívio falou das perspectivas de atuação da próxima prefeitura e das possibilidades de parceria com a mesma. Algumas pessoas do nosso grupo estão bastante atuantes na formatação do próximo governo municipal e foi colocado pelo grupo que esta participação no governo municipal pode gerar possibilidades de ação. Vimos algumas possibilidades de ações que tem sido discutidas dentro do grupo, como compras coletivas, programa de educação nas escolas, etc. 

Esperamos, portanto, que no nosso próximo encontro já tenhamos alguma perspectiva de novas ações para o grupo, pois, já que reconhecemos que estas questões fazem parte de nossas realidades, precisamos colocá-las em prática. 

Deixe um comentário:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

Como a cidade pode e deve apoiar o campo?

Date 17 junho, 2022
Na busca por respostas, um consenso é de que qualquer solução passa pela mudança da forma como consumimos, produzimos e distribuímos alimentos.