Feira de Produtos Sustentáveis do Cerrado em Brasília

A Feira de Produtos Sustentáveis do Cerrado acontecerá entre os dias 11 e 13/09, em Brasília, durante o VI Encontro Nacional dos Povos do Cerrado . Para a ocasião serão montados 100 estandes divididos por região, onde experiências, produtos e serviços desenvolvidos por organizações da sociedade civil e de comunidades do Cerrado serão divulgados e comercializados.

O objetivo é divulgar as experiências bem sucedidas de uso sustentável do Cerrado, realizadas por povos e comunidades tradicionais dos estados mobilizados. São bolos, biscoitos, doces, geléias, cremes, artesanato com sementes de plantas do Cerrado, artesanato indígena, entre outros.

O VI Encontro e Feira dos Povos do Cerrado , que acontecerá entre os dias 10 a 13 de setembro, no Memorial dos Povos Indígenas, terá também uma extensa programação cultural, com apresentações culturais e cênicas, além de exposições de vídeos e fotografias. Integram a programação diversas apresentações de danças indígenas e territoriais, apresentações musicais, peças de teatro, teatro de bonecos, capoeira, poesia, exposições de fotografias e vídeos, entre outros.  

O Encontro é realizado pela Rede Cerrado , uma articulação da sociedade civil composta por centenas de organizações de trabalhadores rurais, agroextrativistas, povos indígenas, quilombolas, geraizeiros, quebradeiras de coco, pescadores artesanais, bem como organizações não governamentais engajadas na defesa do bioma e de seus povos. Na sexta edição do Encontro e Feira dos Povos do Cerrado, uma das maiores realizações da Rede, espera-se que a contribuição social, cultural, política e ambiental perpetue e aprimore os resultados alcançados nas edições passadas.   

Saiba mais:

VI Encontro e Feira dos Povos do Cerrado: www.povosdocerrado.com.br

10 a 13 de setembro de 2009

Brasília – Memorial dos Povos Indígenas

Deixe um comentário:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

Como a cidade pode e deve apoiar o campo?

Date 17 junho, 2022
Na busca por respostas, um consenso é de que qualquer solução passa pela mudança da forma como consumimos, produzimos e distribuímos alimentos.