Cursos de Agosto no Eataly SP

Continuando a série de cursos, oficinas e degustações que o Slow Food Brasil está realizando no Eataly SP, confira abaixo a agenda das atividades do mês de agosto.

* Há oficinas para crianças e para adultos

Oficinas infantis – agosto

nome:De onde vem?
data: 01/08/15, das 14h às 15h30
valor: 80,00
descrição: Com um olhar prático e cuidadoso para os alimentos frescos, Betty Kövesi conduz as crianças a notarem, sentirem e questionarem de onde vem a nossa comida.  Ao final, prepararão e degustarão uma deliciosa salada caprese e crumble de bananas com aveia e castanhas do Pará.
Betty Kövesi é membro do Slow Food e ministra aulas para crianças na Escola Wilma Kövesi de Cozinha. Seu trabalho visa aproximar pais e filhos dos processos da culinária, sensibilizando-os sobre benefícios envolvidos nestas práticas. É coautora, com a chef Gabriela Martinoli, do livro infantil Vamos pra Cozinha? Editora DBA – 2012.

nome:Araruta – da terra para mesa
data: 15/08/15, das 14h às 15h30
valor: 80,00
descrição: Nesta oficina trabalharemos com os sabores da terra, com um olhar mais atento para a araruta, uma raiz brasileira muito presente na culinária das nossas avós. De forma lúdica, as crianças são convidadas a adentrar no universo dessa raiz desconhecida, identificando como ela se apresenta  na natureza e observando sua transformação na cozinha. E conduzidas pelos facilitadores, farão suas próprias brevidades, usando araruta como base.
Maria Conceição Oliveira é pesquisadora de gastronomia brasileira, sulamericana, negra e de países africanos francófonos. Marcos Donizete Gonçalves é pesquisador de alimentos funcionais e proprietário do buffet Hamad. Ambos são graduando em gastronomia e membros do Slow Food. 

*22/08 não haverá

nome:Do grão ao pão
data: 29/08/15, das 14h às 15h30
valor: 80,00
descrição: Esta oficina permite que as crianças vivenciem o processo artesanal de fazer pão, desde a transformação do grão do trigo em farinha, passando pela modelagem,  assamento e enfim, degustação. Tudo isso permeado por curiosidades e dados históricos sobre a importância deste alimento tão comum em nosso cotidiano.
Claudio Lorenzo é chef baker da Masseria. Desde 2004 pesquisa as possibilidades do pão como alimento contemporâneo resgatando técnicas ancestrais e compartilhando sua prática através de cursos de panificação artesanal. Como membro do Slow Food organiza aulas e degustações buscando levar mais conhecimento ao público sobre nosso alimento essencial.

Oficinas adultas – agosto

nome:Descobrindo a Arca do Gosto – o cambuci
data: 03/08/15, das 19h30 às 21h30
valor: 95,00
descrição: Nesta série de degustações traremos ingredientes pertencentes ao projeto Arca do Gosto, do Slow Food, que é um grande catálogo de ítens alimentares e modos de fazer, em risco de extinção. Apresentaremos o cambuci – uma deliciosa fruta da mata atlântica paulista, com incríveis possibilidades culinárias. Ao final, degustaremos receitas doces e salgadas como bombom de cambuci com queijos, geleia de cambuci, suco de cambuci e bombom de chocolate com cambuci.
Ana Maria Ruiz Tomazoni é doutora em educação, pesquisadora, professora universitária, chef de cozinha e consultora gastronômica. Dirige e coordena a Escola Sabor e Saber Gastronomia há 35 anos. Apresenta o programa diário Culinária +, relacionado a comida do dia a dia para a família, e é membro atuante do Slow Food, líder do Convívio Grande ABC.                                              
nome:Memória e Identidade nas Receitas de Doces Brasileiros
data: 10 de agosto, das 19h30 às 21h30.
valor: 95,00
descrição: Nessa conversa abordaremos a discussão sociológica sobre o registro das receitas, a educação para as mulheres e o efeito multiplicador que as receitas sempre tiveram na cultura brasileira. Algumas receitas de coleção de cadernos antigos (1889 a 1980) servirão de exemplo para a discussão. Finalizando, oferecido para degustação alguns dos doces mostrados nas receitas antigas.
Dalva Soares Bolognini é paulistana, descendente de italianos e portugueses e membro do Slow Food. É formada em Folclore Brasileiro e pós-graduada em Museologia. Escritora, tem os seguintes títulos publicados: A Vida Nossa de Cada Dia, 1983. Duas no Espelho – um diário sobre o envelhecimento, 2009. O Ponto do Doce – uma pesquisa sobre a a doçaria brasileira, 2010.

nome:Mandioca – da farinha d’água à tapioca
data: 17 de agosto, das 19h30 às 21h30.
valor: 95,00
descrição: Cantada em verso e prosa, nossa genuína tuberosa cai nas graças do brasileiro, mas com pouca diversidade. Nesse contexto, a conversa segue com um olhar para as diferentes farinhas brasileiras, e conta com exibição de um breve e poético documentário sobre a importância da mandioca nas comunidades agrícolas. Para finalizar, haverá demonstração de duas deliciosas receitas sem glúten: a farofa d’água e o cuscuz doce de tapioca.
Adriana Vernacci é gastrônoma e proprietária da Oficina do D’Orgânico Masseria e Torteria, é vice-presidente da Associação Cultural Saudável Mente, onde ministra oficinas de culinária para adultos e crianças, e exerce a curadoria do Centro de Referência da Cultura Alimentar, do Slow Food Brasil.

Informações e inscrições:

email: cursos@eataly.com.br
Telefone: (11) 3279-3300

Eataly São Paulo

Endereço: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1.489 (esquina com Faria Lima)
Itaim, São Paulo, SP – Brasil
Horário de Funcionamento: 8:00 às 23:00

Deixe um comentário:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

Como a cidade pode e deve apoiar o campo?

Date 17 junho, 2022
Na busca por respostas, um consenso é de que qualquer solução passa pela mudança da forma como consumimos, produzimos e distribuímos alimentos.