Lançamento do Livro Caracol de Práticas Educativas da CSF Brasil Educação

Apresentação

O Caracol de práticas educativas, resultado do Projeto Caracol, vem para adubar gentilmente o nosso solo, esse chão de onde partimos para intervir em realidades que queremos mudar: a educação! As ideias e atividades aqui propostas encontram no alimento um caminho repleto de veredas para se educar, uma educação que se sustenta na experiência e no afeto como fontes sutis e potentes de transformação. Uma educação que emancipa e que nos prepara para a transição ecológica necessária à vida em nosso tempo.

Os organizadores desta publicação são: Marina Vianna Ferreira, Fulvio Iermano e Gabriella Pieroni, e é uma publicação de autoria do Slow Food Brasil Educação.

Edição: Associação Slow Food Brasil
Apoio: MISEREOR
Colaboradores: Adriana Vernacci, Alessandra Brant, Ana Tomazoni, Betty Kövesi Mathias, Claudia Mattos, Denise Barbosa, Denise Gonçalves, Fabiano Gregório, Gabriela Bonilha, Giselle Miotto, Jerônimo Kahn Villas-Bôas, Karina Pereira Weber, Kátia Karam Toralles, Ligia Meneguello, Manuela Valim Braganholo, Margarida Nogueira, Rafael Rioja Arantes, Revecca Tapie, Rosângela Cintrão (Bibi), Teresa Corção e Thalita Kalix.
Ilustração e Design: Débora Ferrari.

Faça o download do livro Caracol de práticas educativas

Para nós, a conversa entre a educação e a alimentação é infinita, surpreendente e bela. O ato de comer é algo universal, comum à vida de todas as pessoas em todas as partes do mundo, portanto, fonte renovável de
possibilidades de construir conhecimento.

ORGANIZADORES
SLOW FOOD BRASIL EDUCAÇÃO

O que inspirou os autores nessa publicação: Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (SSAN), o Guia alimentar para a população brasileira, a Agroecologia, a Biodiversidade e conservação, a Ecogastronomia, a Antroposofia, o Patrimônio cultural alimentar, o Consumo responsável, a Educação popular e a Educação do campo.

O livro vai além de um registro de práticas educativas, ele visa inspirar, trazer uma dica de por onde começar a trabalhar a questão da alimentação de forma ampla e respeitando e valorizando as diversas culturas alimentares. Ele é um livro que também considera e alerta sobre a crise generalizada que o sistema alimentar global provoca, pondo em risco a permanência de culturas, alimentos e da própria vida. Busca, portanto, inspirar o resgate do gosto pela educação, uma re-aproximação e re-descoberta dos alimentos e suas relações territoriais, dos hábitos alimentares tradicionais, do convívio entorno do alimento e a fruição de sabores e saberes para um ganho de saúde humana e não-humana.

O livro tem o prefácio escrito pela Ligia Meneguello, Coordenadora de Programas e Conteúdos Associação Slow Food do Brasil. Para ela:

Para além dos resultados mensuráveis, o percurso deste Caracol vai além e passa pelas relações construídas com os territórios e com os seres que neles vivem. Está no amor e no afeto de cada história, de cada receita compartilhada. E que felicidade, também, termos a Misereor e seus representantes como apoiadores, que com muito afeto acolheu os sonhos deste grupo e o acompanhou nessa construção. Nosso desejo é que desfrutem desses resultados tanto quanto nós.

Inspirados por estas ideias buscamos agregar as demandas sociais e especificidades da realidade brasileira, aos princípios de educação praticados em âmbito global pelo movimento Slow Food, que se baseiam no direito ao prazer de se alimentar, na educação do gosto e na provocação dos sentidos.

As atividades propostas neste livro estimulam práticas alimentares prazerosas e lúdicas, mas também conscientes e sustentáveis, amparadas numa abordagem integral da alimentação em todas as suas dimensões, sejam elas nutritivas, culturais, gastronômicas, afetivas, políticas ou socioeconômicas.

Essas atividades foram sistematizadas por diferentes educadoras(es) e colaboradoras(es) e refletem uma multiplicidade de experiências, linguagens, abordagens, saberes e áreas de conhecimento. Por isto, podem ser direcionadas a múltiplos públicos: pais e avós, lideranças comunitárias, professoras(es) da rede pública e particular, oficineiras(os), profissionais da nutrição, da saúde e assistência social, cozinheiras(os), agricultoras(es), pescadoras(es), extrativistas, comerciantes e comunicadoras(es). Todas estas e estes atores são educadores alimentares em potencial. Não significa que todas as práticas servirão a todos esses públicos ou mesmo que nossas(os) leitoras(es) farão uso das mesmas tal como estão apresentadas. Desejamos que leitoras(es) mergulhem nessa colcha de retalhos, naveguem pelas nossas referências e explorem as ideias de práticas, sentindo-se livres para criar, somar e adaptar à sua realidade.


Também convidamos para assistir ao documentário NHANDEREKO – Comida e educação que foi lançado no Terra Madre Brasil 2020 e que também é fruto do Projeto Caracol.

Comments:

26 de junho de 2021

Parabéns pelo projeto, pelas ações e registros. Verdadeira educação com práticas memoráveis de transformações ! ????????

Vanessa
1 de julho de 2021

Parabéns, amei o livro, eu vou semear esta ideia!

Jose Roberto Furquim
6 de julho de 2021

Fantastico

Leave a Comment:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

Transumância

Date 5 dezembro, 2022
Era uma manhã de domingo nublada, um pouco chuvosa. Final de outubro, outono em Madrid. Algumas das principais ruas do centro da...

Dona_joana_manue_foto_Jussara_Dantas

Três vezes manuê

Date 1 dezembro, 2022
O manuê ou manauê é um bolo de milho e melado de cana com muito sabor e muita história. Faz parte do...

WhatsApp-Image-2022-11-17-at-16.22.06

“É preciso mudar radicalmente o sistema alimentar vigente”, defende Carlo Petrini, fundador do movimento Slow Food, em evento realizado em São Paulo no início de novembro de 2022.

Por mais ativismo alimentar na gastronomia

Date 18 novembro, 2022
“É preciso mudar radicalmente o sistema alimentar vigente”, defende Carlo Petrini, fundador do movimento Slow Food, em evento realizado em São Paulo...

taioba Festival Arca do Gosto 2016

Festival Arca do Gosto

Date 16 novembro, 2022
O Festival Arca do Gosto é um festival ecogastronômico voltado para a sensibilização de restaurantes e comensais sobre a biodiversidade e os...