Amar a Terra

Amar a Terra é o tema principal do Terra Madre Salone del Gusto 2016”, explica Serena Milano, Secretária-Geral da Fundação Slow Food para a Biodiversidade. “Cuidar do meio ambiente e do planeta onde vivemos é uma das questões mais importantes de nossos tempos, e uma obrigação para todos aqueles que trabalham com os alimentos. Queremos voltar a descobrir o prazer de cuidar da Terra, junto com produtores, professores, chefs, acadêmicos, agricultores, comunidades do alimento e, acima de tudo, com as pessoas comuns e com as famílias. Por isso estamos organizando oficinas, palestras, degustações e cursos didáticos”.

O evento internacional, que vai levar para Turim o melhor da produção alimentar artesanal do mundo inteiro, terá três objetivos principais, convidando os visitantes a aprender mais sobre: como se tornar agricultor, como se tornar coprodutor e como se tornar jardineiro.

Como se tornar agricultor
O compromisso das Fortalezas Slow Food, que envolvem as comunidades de agricultores, pecuaristas e pescadores do mundo inteiro é, antes de mais, apoiar uma produção alimentar de qualidade, para dar um exemplo positivo a todos. Alguns nomes: Don Tea da Coreia do Sul, Taliouine Saffron do Marrocos e Tailin Panela do Peru. Cinco mil delegados do Terra Madre, procedentes de mais de 160 países compartilharão suas experiências e conselhos com os visitantes. O mercado é o lugar onde encontrar os produtores que trabalham segundo os princípios e a filosofia do Slow Food, e onde os visitantes podem receber dicas práticas sobre como começar a produzir!

Como se tornar coprodutor
Comer é o primeiro ato agrícola, por isso, passar de simples consumidor a coprodutor é fundamental para compreender as técnicas de produção no trajeto que o alimento percorre da terra à mesa. Haverá cursos interativos, palestras, Fóruns do Terra Madre e Laboratórios do Gosto, todos dedicados às principais campanhas do Slow Food: Slow Meat, que promove um consumo de carne responsável e sustentável;Slow Fish, que quer chamar a atenção para a riqueza e a complexidade da vida dos mares e dos oceanos; e Slow Beans, que defende as muitas propriedades nutricionais das leguminosas (o ano de 2016 foi declarado o Ano Internacional das Leguminosas pela FAO). O papel-chave das abelhas na preservação da biodiversidade também vai ser destaque, junto com a importância do agronegócio sustentável, como os grupos de compras comunitárias e os mercados de produtores.

Como se tornar jardineiro
Para amar a Terra, é importante, antes de tudo, conhecê-la de perto, isto é, cultivá-la. Durante o Terra Madre Salone del Gusto, o Slow Food vai oferecer dicas e soluções para cultivar a sua própria horta Slow. Serão organizadas oficinas para que escolas e famílias aprendam como fazer compostagem, como escolher as verduras sazonais, e como cuidar das sementes: no solo, num vaso, no terraço, no jardim, no campo e na cidade.

Este ano, o Terra Madre – Salone del Gusto — evento organizado pelo Slow Food junto com a Prefeitura de Turim e o governo da Região Piemonte – tem um programa completamente renovado. Pela primeira vez o evento vai acontecer nos lugares mais típicos da cidade de Turim e em volta deles. O mercado será no Parque Valentino, dentro do Borgo Medieval haverá eventos educacionais para adultos e crianças, e os Fóruns Terra Madre serão no Castelo de Valentino. As palestras serão organizadas no Teatro Carignano, os Laboratórios do Gosto no Circolo dei Lettorie na Mole Antonelliana (sede do Museu Nacional do Cinema). Além disso, haverá outros eventos no Museu Egípcio, na Venaria Reale, no Castelo de Racconigi e no Palácio Real de Turim.

Deixe um comentário:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

Como a cidade pode e deve apoiar o campo?

Date 17 junho, 2022
Na busca por respostas, um consenso é de que qualquer solução passa pela mudança da forma como consumimos, produzimos e distribuímos alimentos.